Um mês para ser lembrado

Junho de 2019 entrou para a história do Movimento LGBT+ em vários sentidos

0
Durante o Fórum de Turismo LGBT, com Alex Bernardes (diretor da revista ViaG) e John Tanzella (CEO da IGLTA)

Especialmente no Brasil e, em especial, em São Paulo, o mês de junho de 2019 entrou para a história do Movimento LGBT+ em vários sentidos, em muitas frentes, em locais especiais e de grande força política para o País e para toda nossa sociedade. Nunca se falou tanto sobre a importância de a nossa sociedade ser diversa e sobre a importância de entender que podemos ser quem somos e seguir nossas vidas em frente.

A comunidade LGBT+ brasileira foi levada ao ápice em dois pontos que se tocam em importância e necessidades básicas. A começar pela vitória no Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à proteção judicial em casos de ataques e LGBTfobia, cada vez mais recorrentes de Norte a Sul do País. Nunca nossa comunidade esteve tão unida, tão forte perante uma situação de “morte” de nossos amigxs.

Ver, pela televisão, o julgamento em Brasília (DF), com praticamente todos os ministros apoiando e aprovando a necessidade de discutir e resolver a situação do preconceito contra nossa comunidade foi uma honra. Nossos amigos advogados nos representaram com grande sucesso e galhardia, tornando o dia 13 de junho de 2019 uma data inesquecível.

A indignação veio com as palavras do presidente da República sobre o Turismo LGBT+, segmento que não deveria ser considerado no Brasil como projeto ou planejamento de nossa indústria. Só que ele não sabia, ou não informaram direito, que nossos parceiros no Brasil e no exterior estão há anos trabalhando com esse nicho. No Brasil, as ações vêm desde 1998, com o primeiro evento da IGLTA no Rio de Janeiro.

A Organização das Nações Unidas, por meio de seu departamento de Turismo, estuda a importância do segmento desde 2012, confirmando que ele representa 10 % das viagens realizadas e 15% do resultado em faturamento. Um estudo recente da Comunidade Europeia de Turismo e IGLTA informa que quanto melhor o país / cidade for para a comunidade LGBT+ local, melhores serão também os resultados em atração de turistas e ganhos locais.

Fórum de Turismo LGBT do Brasil

Como o importante é continuar o trabalho e desenvolver cada vez mais as possibilidades de negócios dentro deste segmento, o Fórum de Turismo LGBT do Brasil, realizou seu terceiro evento em São Paulo. Com a intenção de trazer as informações de diferentes destinos, produtos e serviços voltados ao turista LGBT+ em seus planos de trabalho, como Estados Unidos, Portugal, Espanha, Israel e Colômbia, só para citar alguns.

São destinos que entendem o segmento como negócio e desenvolvem projetos com resultados muito exitosos. Dia 6 de junho de 2019, cerca de 300 agentes e operadores de turismo participaram, durante todo o dia, das apresentações, tiveram oportunidades de networking e puderam ampliar conhecimento sobre os novos produtos.

Tenho de confessar meu orgulho em receber John Tanzella, CEO da IGLTA , mais uma vez em São Paulo. Ele veio participar do Fórum e trazer a mensagem sobre a importância do mercado em nível mundial. Também estiveram presentes dos Embaixadores da IGLTA na África do Sul, Argentina, Espanha e Curaçao, que vieram representar seus países e dar as boas-vindas aos turistas LGBT+ brasileiros.

Outro encontro importante aconteceu na residência oficial de Phil Drewry, Cônsul dos Estados Unidos, e grande parte da equipe do Consulado, bem como seu marido, para reunir os principais nomes do movimento brasileiro que estavam em São Paulo para a edição 2019 da Parada do Orgulho LGBT. É essencial manter esta integração dos diferentes grupos que atuam no segmento em distintas ações e bases de trabalho nos dois países. O convite celebrou os 50 Anos de Stonewall e do World Pride, em Nova York.

Participamos, ainda, de outro encontro de negócios com os principais Conventions and Visitors Bureaux do Brasil, durante a quinta edição do Unecongresso. Na ocasião, pudemos reforçar a importância do Turismo LGBT+ para as cidades que fazem parte deste grupo, com o intuito em motivá-los a compreender que não temos somente as Paradas dentro do segmento. Mas, sim, um movimento intenso ao longo do ano que vai de esporte às grandes festas, passando por vários eventos corporativos de empresas como IBM, SAP, Totus e Atento, que celebram a diversidade em suas empresas e com os fornecedores.

É claro que o marco dos 50 Anos de Stonewall e, também, a importância da Parada de São Paulo para o Brasil como um todo é o melhor fechamento para este artigo. Vale ressaltar que aconteceram vários eventos paralelos durante a Parada nas duas cidades – entre ONGs que fazem o movimento acontecer, várias celebrações em empresas e órgãos públicos. Encontro de líderes nacionais e que, cada vez mais, trabalham em conjunto, montam planejamentos comuns, falam a mesma língua e têm foco em um Brasil cada vez mais diverso e livre.

Estou muito orgulhoso de tudo o que aconteceu e marcou junho 2019. Ficará para sempre em minhas memórias e, tenho certeza, que muitas mentes e corações foram atingidos. Afinal, todos querem o bem e a alegria do próximo para termos uma sociedade onde valha a pena viver. Vamos para o segundo semestre!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here