União Europeia define validade de 9 meses para certificado vacinal

A resolução da União Europeia (UE) delimita o prazo de 270 dias para o certificado vacinal com duas doses. A partir disso, será necessário ter a dose de reforço

União Europeia
(Foto: Maheshkumar Painam/Unsplash)

A União Europeia (UE) atualizou, nesta semana, as regras para comprovação vacinal em viagens domésticas. A partir de agora, a segunda dose dos imunizantes, ou a única da Jannsen, valem por nove meses — 270 dias — para validar a entrada de turistas.

A alteração será aplicada diretamente na leitura do EU Digital Covid Certificate dos viajantes europeus. Sendo assim, eles terão que comprovar que receberam o reforço da vacina para serem considerados totalmente imunizados.

A definição da União Europeia pelo período de três trimestres leva em consideração a administração de doses de reforço após seis meses. Além disso, o período adicional de três meses visa garantir plena atuação das campanhas de vacinação de cada país europeu.

“Um período de aceitação claro e uniforme para certificados de vacinação garantirá que as medidas de viagem entre os países da UE continuem a ser coordenadas”, afirmou o bloco de países do Velho Continente.

As regras foram confirmadas em 21 de dezembro, mas só entraram em vigor na última terça-feira (1).

Deixe uma resposta