Vem aí mais uma edição dos 1000 Destinos

Por: Antonio Euryco

Em recente passagem por Buenos Aires, onde esteve a convite da armadora Regent Seven Seas (cruzeiros de luxo) para uma conferência, a escritora norteamericana Patrícia Schultz, confirmou que está editada  uma nova versão atualizada dos []1000 Destinos para conhecer antes de morrer[], o livro sobre viagens que é um dos mais vendidos nos Estados Unidos (3 milhões de exemplares),  tema de um programa de tv  de grande sucesso e foi traduzido em 26 idiomas, entre eles o chinês, mandarim, lituano e tailandês.

 

Em sua palestra para 300 passageiros que formaram o auditório especialmente convidados pela empresa  focada no segmento de cruzeiros exclusivos, Patrícia fez questão de salientar que esteve em 80% dos lugares citados na obra durante os oito anos de preparação do livro onde presta os mais variados tipos de informações e experiências de destinos inusitados. Desde passar uma noite no hotel de gelo de Jukkasiarvi, na Suécia, como comer um hot dog no Superdawg, em Norwood Park,  em Chicago, ou tomar um chá no Ritz de Londres.  ‘E sempre viajo incógnita, sozinha e feliz’, confessou a escritora.

 

A nova versão do livro estará em circulação normal no  próximo ano mas já pode ser obtida em inglês via Amazon. ‘Quero continuar tocando a sensibilidade de cada leitor na curiosidade de viajar porque conhecer novos destinos é uma oportunidade, um bem. Uma viagem para mim funciona como quatro anos de universidade’, afirma Patrícia – quando jovem, ainda estudante em Madri, na época do franquismo, já começou a viajar para o Oriente Médio, a África  e boa parte da Europa. Seu destino favorito foi Florença, a cultural cidade italiana onde residiu por cinco anos.

 

Em outra revelação, a escritora disse que um dos destinos que mais a impactaram  recentemente foi uma viagem a Papua Nova Guiné, onde visitou uma tribo que quase não teve nenhum contato com pessoas de cor branca. ‘Me tocavam como se fosse um Deus’, lembrou.

 

AE

 

 

 

Deixe uma resposta