Visit USA capacita 400 agentes de viagens em São Paulo

Evento acontece também em Campinas (7/8) e Curitiba (9/8)

0
Camille Richardson, Jonathan Ward, Kennia Somerville e Jussara Haddad, do Consulado dos Estados Unidos em São Paulo

“Temos fé no crescimento da economia brasileira”. A afirmação de Camille Richardson, conselheira do Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, reforça a importância da realização do Visit USA, evento oficial de promoção do turismo norte-americano no Brasil. Promovido pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, o encontro acontece anualmente e teve sua primeira parada no hoje (5) no Tivoli São Paulo Mofarej, na capital paulista.

Cerca de 400 agentes de viagens e operadores brasileiros participaram do evento que contou com seminários educacionais conduzidos por destinos populares entre os brasileiros e representantes de serviços em território norte-americano. Os profissionais presentes puderam conhecer as novidades de Visit Orlando, Disney Destinations, SeaWorld Parks & Entertainment, Visit Tampa Bay, Experience Kissimmee, Choose Chicago, Philadelphia CVB e Greater Miami CVB, além do grupo Hertz, United Airlines e Cruise America Motorhomes.

Jussara Haddad, executiva do Consulado e organizadora do Visit USA, explicou que o evento foi reduzido, na comparação com os números das edições passadas. A explicação está na agenda. “O encontro deixou de acontecer em abril, que é a época original dele, por circunstâncias internas. Em agosto, enfrentamos um problema de agenda dos expositores norte-americanos, fica mais difícil a vinda deles para cá, por isso ocorreu a diminuição no formato”, explicou.

Os números, entretanto, seguem uma curva de crescimento que parece não ser abalada nem pelo impacto do câmbio oscilante. “Os brasileiros são os viajantes que todos os países desejam receber. Ele se adapta logo às mudanças, como a variação da moeda, perde o medo e volta a viajar. Tanto que, no ano passado, alcançamos 2,2 milhões de turistas, mesmo com o dólar acima de R$ 4”, justifica Jussara. O marco corresponde a um crescimento de 15,5% na comparação com 2017.

O gasto dos brasileiros nos EUA também não foi freado pela alta do dólar, chegando a US$ 11,5 bilhões em 2018. “É quase o dobro do que os outros viajantes deixam no país”, reforça Camille. Na competição com turistas de outras nacionalidades, o País fica em sétimo lugar – tanto no ranking de emissores quanto no de gastos. Jussara ressalva que ainda é cedo para analisar os dados de 2019, mas acredita que o resultado deve seguir o registrado nos últimos dois anos. “Estamos otimistas”, finalizou.

Os destinos mais procurados pelos brasileiros em 2018 foram: Orlando, Miami, Nova Iorque, Los Angeles e Las Vegas. Entre as atividades mais buscadas, as compras lideram com folga – em um questionário de múltipla escolha, 88% dos respondentes assinalaram essa opção. Os viajantes também afirmaram procurar passeios turísticos (77%); parques temáticos e de diversões (49%); museus e galerias de arte (27%); monumentos e parques nacionais (13%).

O evento segue agora para Campinas (SP), com perspectiva de reunir 250 agentes de viagens e operadores no Vitoria Hotel Concept, na próxima quarta-feira (7). Dois dias depois, a comitiva se reúne com os 200 profissionais inscritos no Bourbon Convention Hotel, em Curitiba (PR). No total, o Visit USA 2019 deverá capacitar 850 agentes e operadores do trade brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here