Visual Turismo tem novo gestor para Ribeirão Preto e registra aumento no 1ºS

De acordo com Henrique Diniz, gestor da base de Campinas e Ribeirão Preto, por mais que esteja sendo um ano difícil, a empresa vem se reinventando e conseguido bons resultados

0
Rose Riul, Henrique Diniz, Roberto D'Andréa, Anne Zanon e Danielle Coli (Todos da Visual Turismo)

Ribeirão Preto/SP – A Visual Turismo foi uma das mais de 500 marcas que estiveram presentes na 23ª Feira de Turismo Avirrp, que aconteceu entre os dias 2 e 3 de agosto no Espaço Taiwan, em Ribeirão Preto (SP). Participou do evento Henrique Diniz, que, além de ser gestor da base em Campinas, assumiu, na última sexta-feira (2), a base de Ribeirão Preto. De acordo com ele, a empresa registrou crescimento de 5% nos primeiros seis meses frente ao mesmo ínterim do ano passado.

“O interior de São Paulo é o maior mercado, tirando a capital do Turismo do Brasil e a Visual sempre teve uma penetração muito grande junto aos clientes. E vamos continuar dedicando 100% da nossa força para o agente de viagens, já que não atendemos passageiros diretos. Queremos sempre mantendo a qualidade do serviço da empresa”, afirma o executivo.


LEIA MAIS:
+ Visual Turismo terá três gerentes regionais de venda; confira
+ Afonso Louro deixa diretoria da Visual Turismo; Akabane assume a função
+ Visual Turismo capacita agentes do Rio de Janeiro em terraço de hotel

Henrique Diniz, gestor da base de Ribeirão Preto e Campinas

Ainda de acordo com Diniz, com base no que foi observado do primeiro semestre, 2019 é um ano desafiador e com muita inconstância no Turismo. “Na verdade é uma oscilação em todos os mercados e isso reflete no setor. No entanto, temos nos reinventado todos os meses, procurando novos produtos e novos nichos. Desta forma, temos conseguido um crescimento expressivo junto ao segmento”, destaca o gestor.

Para o segundo semestre, estima-se um período mais pleno e com menos oscilações bruscas. “Como trata-se de um ano muito incerto, não temos como já ter uma expectativa de todo o período. Podemos garantir que investimos muito em novos produtos, com mais de 50 mil lugares bloqueados até o Réveillon e isso nos dá uma competitividade muito grande, principalmente por conta da queda da Avianca e com o aumento das tarifas aéreas por conta da contínua procura”, afirma.

Além disso, o executivo afirma que há fretamento até junho de 2020 para Maceió e Porto Seguro, por exemplo. Por isso, a empresa já se adiantou e colocou os produtos à venda, permitindo melhor pesquisa e programação de seus clientes. Ao falar do mercado internacional, o profissional afirma que, por mais que haja um certo receio dos clientes por conta das incertezas cambiais, a união com a CVC Corp deu condição para empresa nos Estados Unidos e na Europa. “A gente tem conseguido garantir um pedaço da fatia do mercado que não tínhamos”, finaliza Diniz.


Leia também:
Visual Turismo reúne 300 agentes mineiros para workshop em BH
Visual Turismo tem bom desempenho no trimestre e visa crescimento em 2019
Visual Turismo terá pacote para jogo da Libertadores e bloqueios em voos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here