Voo direto para Marrocos

Por: Fernando Porto

Boas compras, ótima gastronomia e belas paisagens. O Marrocos é adorado há muitos anos pelos viajantes brasileiros. Mas agora há um motivo mais forte ainda para que mais turistas do País visitem esse destino exótico: um voo direto de São Paulo – Casablanca, de oito horas e meia de duração. Para comemorar essa novidade, com a criação de um pool para o fretamento com oito grandes operadoras brasileiras,  foi realizado ontem à noite um jantar para os agentes de viagens, organizado pelo Turismo de Marrocos e pela Embaixada do Reino de Marrocos no Brasil, em parceria com a empresa transportadora – a marroquina Royal Air Maroc –  e com a operadora portuguesa Travelers.  

“É muito barato pagar US$ 1.999 por um pacote para o Marrocos de 10 noites com voo direto, hospedagem em hotel quatro estrelas e meia pensão”, afirmou Aroldo Schultz, dono da única operadora do pool fora de São Paulo, do Sul, a Schultz. “Para se ter uma ideia do atrativo desse pacote, o primeiro fretamento, que é um []mega famtur[], esgotou as vendas em dois dias. Dos 256 lugares vendidos no voo, 185 foram vendidos por minha operadora”, comemorou Schultz, que disse ter sido um dos idealizadores do fretamento, que vinha sendo negociado com a companhia Royal Air Maroc e com a operadora Travelers. Ele explicou que voo é feito num Boeing 767-300, que passou por todas as inspeções de segurança e manutenção da Iata.

“O preço mais baixo do pacote não significa que haverá baixa qualidade de serviços. Teremos, sim, bons serviços, e acreditamos muito no atendimento oferecido por nossos parceiros brasileiros”, afirmou Fouad Khalil, diretor da operadora portuguesa Travelers, que dará o “start” do fretamento, ajudando com sua experiência na intermediação com a empresa marroquina, entre 1º de novembro  e 9 de dezembro – depois dessa data, a Royal Air Maroc passará a oferecer voos regulares, três vezes por semana, e outras operações será feitas diretamente com o pool brasileiro.

Para o gerente geral da companhia aérea marroquina no Brasil,  Mehdi El Yaalaqui, a nova operação será um sucesso “porque acreditamos em nossos parceiros brasileiros”. Michael Barkoczy, presidente da Flytour Viagens, disse que a certeza de sucesso do produto está na ligação direta entre os países. “O brasileiro não gosta de viagens com escalas. Além disso, tem uma grande paixão por Marrocos”, explicou o executivo.  Plínio Nascimento, diretor geral da Nascimento Turismo, disse acreditar no sucesso do fretamento e lembra que “está sendo feito treinamento e capacitação dos agentes de viagens para que a venda do produto seja feita com tranquilidade”.  Lucila Nedelciu, diretora da Raidho Tour Operator, disse que já trabalha há muito tempo com o destino e que existem muitas regiões maravilhosas no Marrocos que agradam o público brasileiro.

Carla Davidovich, diretora da New Age, afirmou que a operadora sempre acreditou no sucesso do destino, mas que faltava o voo direto para tornar o produto melhor. “Finalmente pudemos encurtar a distância entre Marrocos e Brasil”.  Valter Onishi, gerente de Vendas da Visual Turismo,  disse ter boas lembranças da companhia aérea marroquina. “Coincidentemente, minha carreira foi iniciada na Royal Air Maroc “, enfatizou. Manuel Nogueira, da JVS Operadora,   afirmou ter um imenso prazer de participar do pool e destacou principalmente o voo direto. “Tenho boas lembranças do destino, como a visita à Medina. E aprendemos muito sobre negócios com os marroquinos ao fazermos compras”, acrescentou Nogueira.  Outra operadora tradicional no destino, que faz parte do novo pool, é a Flot, representada no evento por Marcelo Leandro Pereira, supervisor de atendimento e Vilmara Souza, supervisora de Operações.

Fernando Porto








Curtir isso:

Deixe uma resposta