WTM Latin America promove reunião do conselho consultivo

A reunião da WTM Latin America abordou tendências, caminhos e possibilidades para o evento de 2021 e 2022

WTM Latin America adiada
Simon Mayle, diretor da WTM Latin America

 Realizado na última semana, a reunião virtual do conselho consultivo da WTM Latin America contou com a abertura de Claude Blanc, diretor geral do portfólio WTM. Blanc reforçou a importância dos eventos voltados para negócios, além de destacar o sucesso da edição presencial da Arabian Travel Market, sucedida entre 16 e 19 de maio.

“A ATM passa uma mensagem de esperança de que é possível organizar um evento híbrido de sucesso e seguindo todos os protocolos de segurança”, destacou. A reunião foi conduzida por Adriana Cavalcanti, presidente do conselho, e Simon Mayle, diretor da WTM Latin America. Há pouco mais de 100 dias como gestor da WTM Latin America, Mayle reforçou que o objetivo é promover um evento considerando as necessidades do mercado e não desejos pessoais, “existimos para deixar os negócios no turismo mais fácil”, destacou.

Além disso, o diretor destacou a boa receptividade dos demais eventos virtuais organizados pelo portfólio da WTM e as grandes expectativas para o show entre os dias 10 e 12 de agosto – que tem recebido grande apoio e possui diversos expositores confirmados. Também pontuou a importância do conselho para a construção da WTM Latin America, “Vocês representam o mercado e estão nos guiando para que o evento seja cada vez melhor e atenda às necessidades dos visitantes, expositores e buyers.”

A reunião seguiu com a divisão dos conselheiros em dois grupos de discussão que conversaram sobre tendências, caminhos e possibilidades para o evento de 2021 e 2022. Do networking aos meios de pagamento, foram abordados diversos pontos para que o evento continue ajudando no desenvolvimento do turismo na América Latina. Considerando as lições e avanços na integração digital aprendida no último ano, com a tradição dos encontros presenciais, a reunião finalizou com a certeza de que um mundo híbrido é um caminho sem volta e com muitas possibilidades.

Deixe uma resposta