WTTC agradece apoio do turismo em prol do combate à Covid-19

De acordo com Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC, as empresas vem realizando um importante trabalho para ajudar os mais distintos mercados

covid-19 - WTTC
Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) elogiou milhões de pessoas em todo o mundo no setor por estarem se esforçado para dar uma ajuda crucial para combater a pandemia global de coronavírus. O agradecimento de Gloria Guevara, presidente e CEO do Conselho Mundial de Viagens e Turismo, foi feita em nome de empresas de viagens em todo o setor privado do mundo.

Colaboradores de companhias aéreas, por exemplo, operam voos adicionais para cargas médicas, enquanto hotéis de luxo abrem suas portas para fornecer quartos gratuitos para profissionais de saúde ou para ajudar em compras de supermercado e fazer recados para os idosos que se auto-isolam.

“Reconhecemos seu heroísmo silencioso e dedicação fenomenal usando suas incríveis habilidades pessoais desenvolvidas durante suas vidas normais de trabalho. Seja para cuidar de doentes, abrir hotéis para profissionais de saúde ou administrar bancos de alimentos, eles, como muitos outros, enfrentaram o desafio e mostraram com seus corações e ações que somos mais fortes juntos e venceremos esta batalha”, se orgulha a CEO do WTTC.

Rede de hotéis, como Hilton, se uniram à American Express para lançar sua iniciativa Rooms for Responders, oferecendo acomodações gratuitas a mais de 1 milhão de profissionais de saúde em dez associações médicas que combatem a pandemia de Covid-19. A Carnival Cruise Line ofereceu vários de seus navios para atuar como hospitais flutuantes para tratar pacientes que sofrem de condições menos críticas e não relacionadas ao coronavírus.

Nos EUA e na Espanha, o Room Mate também ofereceu hotéis em Nova York, Madri e Barcelona, ​​para serem transformados em hospitais temporários para ajudar na luta contra o Covid-19. A United Airlines oferece voos gratuitos para Nova York e Califórnia para o pessoal médico.

A transportadora de bandeira espanhola Iberia está trabalhando com a Federação Espanhola de Empresas de Tecnologia em Saúde (Fenin) e o Grupo Oesía para trazer suprimentos médicos da China para combater o COVID-19. No Reino Unido, aqueles que trabalham para a TUI Airways forneceram suporte essencial aos sistemas de saúde, a fim de ajudar a aliviar a pressão sobre os profissionais de saúde.

Na China, a Trip.com doou mais de três milhões de máscaras cirúrgicas para mais de 25 países ao redor do mundo.

O WTTC elogia todos os seus membros, em todos os setores e regiões, por sua dedicação, e os de seus funcionários altruístas, por irem além e ajudarem. “Como muitas outras indústrias, o setor de viagens e turismo enfrentou quase um colapso e uma batalha pela sobrevivência devido às extensas restrições e bloqueios de viagens ordenados pelos governos em todo o mundo para impedir a propagação da pandemia”, observa Gloria.

As pesquisas mais recentes do WTTC revelam que até 75 milhões de empregos no setor de viagens e turismo estão em risco globalmente. De acordo com o Relatório de Impacto Econômico 2020 do WTTC, durante 2019, o setor de Viagens e Turismo apoiou um em cada dez empregos (330 milhões), contribuindo com 10,3% para o PIB global e gerando um em cada quatro de todos os novos empregos.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui