Em mais uma etapa de sua história inicial, a Baufa Air agora passa a se chamar SimBrasil Linhas Aéreas. A mudança, segundo apuração a reportagem do Brasilturis Jornal, tem relação direta com a chegada de um fundo norte-americano que adquiriu 50% da aérea.

Ainda sem a divulgação do nome do grupo, o acordo assinado conclui também um investimento de R$ 100 milhões por parte dos executivos, além do que já foi aportado por Galeb Baufaker Junior, empresário e idealizador da companhia.

O valor, conforme apurou o Brasilturis Jornal, entra nos cofres da SimBrasil Linhas Aéreas em julho. A quantia, por sua vez, será utilizada para obtenção dos certificados com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), parte mais burocrática e demorada do processo para operacionalizar a aérea.

Além disso, os milhões citados servem também para garantir leasores das aeronaves da frota primária da Sim Brasil, bem como capital de giro para a operação inicial.

A estreia da companhia é prevista entre janeiro e fevereiro. Com hub no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, a aérea tem, além da capital paulista, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Recife como demandas aéreas principais.

A frota inicial será, provavelmente, de cinco aeronaves A320. O FOP, reunião de orientação inicial agendada com a Anac. As datas estipuladas foram de 30 de junho, 4,5 e 6 de julho, mas a maior probabilidade é de acontecer no próximo mês.

SimBrasil: base

A empresa atua com escritório no Jabaquara, bairro da zona sul de São Paulo que fica próximo do terminal aéreo citado como hub. Atualmente com 35 profissionais já contratados, a expectativa é, até os dois primeiros meses de 2023, ter 400 colaboradores.

Ainda com o plano de “repatriação” Dos funcionários desempregados após o fim da ITA Transportes Aéreos, a SimBrasil conta com 60% do quadro atual de funcionários ex-ITA. Inclusive, Adalberto Bogsan é mantido como o CEO da companhia em construção.

Cargas

Fora a operação aérea ligada a aviação comercial, a Baufa Cargo, empresa ligada a Baufaker Junior, já possui autorização para voar. A empresa vai prestar serviços para a SimBrasil e conduz conversas com a Braspress para atender o transporte aéreo de cargas na malha de Manaus.


Leia também: EXCLUSIVO: Galeb Baufaker oficializa criação da Baufa Air

Deixe uma resposta