Biden barra compra do petróleo russo e aéreas dos EUA sentem pressão com alta

O valor do barril do petróleo Brent fechou em US$ 123,11 na segunda-feira (7). Preço preocupa e governo dos EUA decide bloquear aquisição.

Joe Biden, presidente dos EUA
(Foto - Adam Schultz/Casa Branca)

O presidente dos EUA, Joe Biden, deve bloquear, ainda nesta terça-feira (8), a compra de petróleo russo. A medida, não incluída em nenhuma das sanções econômicas estabelecidas pelo país até o momento, intensifica os desdobramentos do conflito entre Ucrânia e Rússia e, oficialmente, atinge um segmento importante do turismo: a aviação.

Nos EUA, as empresas aéreas demonstraram preocupações com a alta no barril do petróleo (Brent), que chegou a US$ 123,11 no final da última segunda-feira (7).

Segundo Pam Hendry, tesoureira da United Airlines, a precificação de passagens sofre mudanças conforme o preço do combustível no prazo de três meses.O salto de 57% frente o preço do barril no início de 2022 é um empecilho direto ao setor aéreo norte-americano — e mundial.

Com quedas nas ações de American Airlines, Delta e da própria United, a preocupação agora com o custo operacional é mais real do que nunca. Pensando no próximo trimestre, como citou Pam, o repasse aos bilhetes aéreos também é uma preocupação.

Impacto prático em voos

Apesar de Air France e outras aéreas evitarem o espaço aéreo russo em rotas para Ásia ou Europa, a United agiu diferente. A empresa com hub em Chicago decidiu suspender duas das quatro frequências que conectam EUA e Índia.

“Continuamos avaliando e ajustando nossa programação em resposta à evolução da situação na Ucrânia. Suspendemos temporariamente o serviço entre São Francisco e Delhi e entre Newark e Mumbai”, diz Leslie Scott, porta-voz da companhia.

United Airlines
(Foto – Divulgação/Aeroporto de São Francisco)

Apesar disso, o planejamento da United é de manter os voos de Chicago e Newark para Delhi, mas com alterações no trajeto. O objetivo é, justamente, manter as conexões sem sobrevoar a Rússia ou menor tempo possível nesse território.

Para a rota Newark-Delhi, a operação foi realizada quase em linha reta, levando o avião ao sul da Rússia e pela Arábia Saudita. O voo durou 14 horas e 28 minutos, 31 minutos a mais do que o voo Newark-Delhi da Air India.

Em Chicago-Delhi, a United projeta o itinerário ao Sul mais cedo do que o normal, cruzando a Turquia e o Afeganistão ao invés da Rússia. Foram 43 minutos a mais do que o voo da Air India entre os mesmos destinos e terminais.

Deixe uma resposta