Diógenes Toloni comenta saída da Itapemirim: “difícil continuar”

Ocupando o cargo de diretor comercial da companhia aérea desde 26 de outubro de 2021, Diógenes Toloni busca novos caminhos após oficializar a saída nesta segunda-feira (3)

Diógenes Toloni, diretor comercial da Itapemirim
Diógenes Toloni, ex-diretor comercial da Itapemirim

Em meio a outros desligamentos, Diógenes Toloni não é mais diretor comercial da Itapemirim Transportes Aéreos (ITA). O executivo comunicou o pedido de demissão à companhia aérea nesta segunda-feira (3). Além dele, a equipe comercial também oficializou a saída coletiva.

“Quando não vemos futuro, fica difícil continuar. Era um projeto promissor e no qual acreditávamos muito. Com as mãos atadas e sem poder vender, desenvolver a marca e pensar em novos produtos, optei por entregar o cargo”, afirmou Toloni à reportagem do Brasilturis Jornal.

Com a licença operacional cassada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Itapemirim tem um futuro incerto. Agora ex-funcionário da aérea, Diógenes Toloni diz que buscará novos projetos, aproveitando o reaquecimento do mercado turístico no Brasil.

“O país está em dias melhores e, ao que parece, a pandemia também encontra-se mais controlada que em outros períodos. Acredito que a demanda pelo turismo está grande e, com isso, busco o reposicionamento no setor”, finalizou.

Contexto

Em dezembro, a Itapemirim anunciou a suspensão temporária dos voos em território nacional. Desde então, outros departamentos sofreram com saídas e demissões, além da paralisação também das operações terrestres e uma série de reembolsos a serem realizados.

Agora, a holding enfrenta um processo de recuperação judicial no qual o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) solicita a inserção da companhia aérea.

Deixe uma resposta