OMT: recuperação ainda depende de coordenação e vacinação em massa

Com recuperação de 4% em 2021, segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), a atividade ainda está longe dos níveis pré-pandêmicos

omt

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (18), a Organização Mundial do Turismo (OMT) pontuou a necessidade de mais coordenação e taxas maiores de imunização na população mundial. As medidas visam a aceleração da recuperação da atividade turística, que em 2021 cresceu 4% em chegadas frente 2020. Ao todo, foram 415 milhões registradas no ano passado.

O índice é considerado baixo pela OMT e é acompanhado também da pouca movimentação de turistas internacionais. O nível ficou 72% abaixo do identificado no pré-pandemia em 2021, demonstrando a fragilidade atual do mercado no cenário global. Em 2020, por exemplo, a mesma taxa ficou retraída em 73% — pior ano para o turismo.

As ações citadas como balizadoras à retomada do setor integram os resultados da primeira edição de 2022 do Barômetro Mundial de Turismo da OMT. Nele, a junção da vacinação em massa, protocolos sanitários coordenados e flexibilização das restrições de viagens mostrou-se como auxílio em meio a demanda reprimida.

“O turismo internacional se recuperou moderadamente durante o segundo semestre de 2021. No entanto, as chegadas internacionais caíram 62% no terceiro e quarto trimestres em comparação com o período anterior à covid-19. Em dezembro, as chegadas internacionais foram 65% abaixo dos níveis de 2019”, diz a organização em nota.

O levantamento da OMT não levou em consideração o impacto total da variante Ômicron ao turismo. Além disso, o aumento nos casos da doença também não foram avaliados.

Deixe uma resposta