São João da Retomada (PE) tem expectativa de ocupação acima dos 90%

O levantamento da Setur-PE indica que os quatro principais polos de festejos juninos deste ano: Caruaru (91,04%), Petrolina (90%), Gravatá (84,17%) e Arcoverde (74,31%)

São João da Retomada Pernambuco
Foto: Chico de Andrade

O São João da Retomada, em Pernambuco, está entre as dez cidades com maior índice de ocupação e sua taxa média esperada é de 90,71%, com a permanência média de três dias – os dados são da pesquisa de expectativa hoteleira realizada pelo Setor de Estudos e Pesquisas da Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Setur-PE). O fluxo total de visitantes deverá repetir os números de 2019, quando o Estado registrou mais de 880 mil visitantes e fechou a receita turística em R$ 433 milhões. O gasto médio individual diário foi de R$ 150.

O levantamento da Setur-PE indica que os quatro principais polos de festejos juninos deste ano deverão apresentar excelentes índices de ocupação, que são Caruaru (91,04%), Petrolina (90%), Gravatá (84,17%) e Arcoverde (74,31%). Outros destinos também devem se destacar, como Taquaritinga do Norte (100%), Bezerros (95%) e Bonito (95%). Para aqueles que buscam o sol e mar, Fernando de Noronha aparece com 86,56% e Ipojuca com 90,33%.

Os principais destinos emissores são: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Bahia, Alagoas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Como no último festejo junino, os pernambucanos também aparecem circulando bastante por todo o Estado.

Em 2019, 71% dos turistas e excursionistas moravam em Pernambuco; 11% eram da Bahia; 4,5% de Alagoas; 4% da Paraíba e 2,5% de São Paulo. Entre os emissores internacionais, os argentinos corresponderam a 20%, na liderança, tendo Alemanha, Espanha, França, Portugal e Uruguai na sequência, respondendo por 10%, cada.

Para conhecer mais profundamente o perfil do turista no São João 2022, será realizada uma Pesquisa de Contagem de Fluxo Turístico nos desembarques do Aeroporto Internacional do Recife – Gilberto Freyre e no Terminal Integrado de Passageiros (TIP). Embora não realize a festa este ano, a capital pernambucana será estudada por ser a principal porta de entrada de visitantes.

“É muito importante sabermos exatamente o perfil do turista que procura o Estado para as festividades juninas, por isso fazemos anualmente esta pesquisa; para ter a ideia da origem deles, do tempo de permanência e de quanto gastam no destino, por exemplo. Neste São João da Retomada, apostamos muito na vinda do público de cidades vizinhas e na circulação dos pernambucanos pelos principais polos de animação”, afirma a secretária de Turismo e Lazer de Pernambuco, Milu Megale.

A coleta será realizada também nos quatro principais destinos indutores com festividades juninas. O levantamento terá uma amostra mínima de 2,5 mil pessoas e irá informar a origem, o destino, o motivo da viagem, a permanência e o gasto médio individual diário dos visitantes.

“O São João é uma das principais festividades do nosso calendário do turismo e em 2022 está muito aguardado por todos pelo hiato de dois anos sem os festejos. Nossa expectativa é a de que a comemoração volte a estimular a interiorização do turismo”, comenta o presidente da Empetur, Antonio Neves Baptista.


Leia também: Arraiá Beto Carrero terá 40 dias de festa

Deixe uma resposta