Aeroporto do Recife se conecta com 37 destinos em maio

Com 12% mais voos neste mês em comparação a pandemia, Recife terá 6,241 voos e conexões importantes para o fluxo turístico

Aeroporto de Recife
(Foto: Divulgação/Aeroporto de Recife)

Em ritmo crescente no turismo, o mercado pernambucano conta com melhora no fluxo aéreo mês a mês. No aeroporto do Recife, principal hub aéreo do estado, o volume de frequências esperadas supera em 12% o índice pré-pandemia. Serão 6.241 voos, entre pousos e decolagens, de acordo com dados da Empetur.

Em comparação com o número previsto no último mês de abril, o aumento foi de 3,6%. E quando analisada a relação da média diária do Recife e de outras capitais do Nordeste, o terminal segue se destacando: serão 201 voos diários, na frente de Salvador (BA), com 135 voos, e Fortaleza (CE), com 92.

“Este resultado é muito importante para alavancar ainda mais o nosso turismo e também é fruto de muito trabalho integrado entre o Governo do Estado, as companhias aéreas e o nosso trade. Os visitantes estão voltando, e percebendo que somos um destino seguro e acolhedor. Oferecer uma malha aérea com a capilaridade que tem a nossa é, sem dúvida, um grande trunfo ”, pontua Milu Megale, secretária de Turismo e Lazer de Pernambuco.

Além dela, Antonio Neves Batista, presidente da Empetur, também pontua que uma malha aérea mais robusta é a resposta para colocar Recife e o estado em si nos holofotes dos players do turismo.

“É um fator que contribui muito para que Pernambuco se firme na prateleira das grandes agências e operadoras não só como produto de lazer, mas também de turismo de negócios e eventos”, diz.

O terminal no Recife, para este mês, conta com a liberação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar 37 destinos, sendo 36 nacionais e um internacional. Os voos conectam a capital as cidades de

  • Aracaju
  • Aracati (CE)
  • Belém
  • Brasília
  • Campina Grande (PB)
  • Caruaru (PE)
  • Belo Horizonte (Confins)
  • Cuiabá
  • Fernando de Noronha (PE)
  • Fortaleza
  • Goiânia
  • Ilhéus (BA)
  • João Pessoa
  • Juazeiro do Norte (CE)
  • Maceió
  • Manaus
  • Mossoró (RN)
  • Natal
  • Palmas
  • Patos (PB)
  • Petrolina (PE)
  • Porto Alegre
  • Porto Velho
  • Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont)
  • Salvador
  • São Luís
  • São Paulo (Congonhas e Guarulhos)
  • Campinas (SP)
  • Ribeirão Preto (SP)
  • São José do Rio Preto (SP)
  • Serra Talhada (PE)
  • Teresina
  • Vitória
  • Uberlândia (MG).

A conexão internacional é com Lisboa, em Portugal.

Além do Recife

Outros aeroportos pernambucanos também apresentaram incremento na malha aérea de maio. Os bons números alcançam os Aeroportos de Fernando de Noronha e Petrolina.

O equipamento do Arquipélago terá média diária de dez voos, o que totaliza 306 pousos e decolagens/mês. Esta previsão aponta um crescimento de 5,52% do número de voos/mês em relação ao mesmo período de 2019, antes da pandemia.

Já o Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina, passará a operar, neste mês, 332 frequências, entre pousos e decolagens. Por dia, serão 11 chegadas e partidas do Vale do São Francisco.


Leia também: Pernambuco deve retomar voo entre Recife e Buenos Aires em agosto

Deixe uma resposta