Atout France detalha o Explore France que acontece em setembro

Caroline Putnoki, diretora para a América do Sul da Atour France, que organiza o Explore France
Caroline Putnoki, diretora para a América do Sul da Atour France, que organiza o Explore France

O Explore France acontecerá, novamente, de maneira híbrida. Neste ano, o evento da Atout France que reúne expositores de luxo da França e compradores da América Latina terá uma parte presencial realizada no hotel Rosewood em São Paulo, em 19 de setembro e, em seguida, terá agenda de reuniões online por três dias entre os profissionais.

Também organizado de maneira híbrida em 2021, o Explore France deste ano marca o retorno de quase 80% dos turistas brasileiros, na comparação com 2019, período pré-pandemia da covid-19.

Atualmente, o Brasil é o terceiro maior mercado internacional da França, sendo superado apenas pelos Estados Unidos e pelo Canadá. Após o anúncio de reabertura do país em julho do ano passado e do fim das testagens obrigatórias para embarques em voo com destino à território francês, as expectativas são de, ao menos, chegar próximo dos índices de 2019.

Na edição de 2022, que terá o tema Le Goût de la Création (O Gosto da Criação, em português), já estão confirmados expositores franceses como Primtemps, La Tour Eiffel e Sodexo Live,entre dezenas de outros DMCs e fornecedores locais, que buscam captar mais viajantes de alto-padrão do Brasil.

“A pandemia mudou o comportamento do brasileiro que busca se abenturar, sair de Paris, pegar um carro, ir pra Marselle, Bourdeux, entre outros. Ele já fazia isso, mas isso se intensificou nesse período, já que elr busca lugares mais tranquilos e com menos gente”, destacou Caroline Putnoki, diretora para a América do Sul da Atout France.

“Buscamos desmistificar o luxo e com o France Excellece nos aproximarmos ainda mais do trade, exaltando nossas opções para o consumidor de alto-padrão, que está pronto para voltar e quer esses produtos”, ressaltou Caroline.


Leia também: Rendez-vous en France 2022 apoia reconstrução do turismo na França

Deixe uma resposta