Rede Vitória Hotéis bate recorde de faturamento em julho

Com cinco unidades hoteleiras e hotéis, grupo da região de Campinas registrou crescimento de faturamento de 36% em junho e 10% no semestre

Unidade Vitória Hotel Concept Campinas
Unidade Vitória Hotel Concept Campinas. Foto: Divulgação

Com um aumento de 36% em relação ao mesmo período de 2019, a Rede Vitória Hotéis registrou, em junho, faturamento recorde desde a sua criação, há 21 anos. O grupo com atuação na região de Campinas – com cinco hotéis em operação e restaurantes – contabilizou também o melhor semestre de sua história, com alta de 10% sobre 2019, melhor ano até então.

O setor de hospedagem, com três unidades em Campinas, uma em Paulínia e uma em Indaiatuba – respondeu por 59% da fatia total do faturamento da Rede. A área de Alimento & Bebidas, que engloba os restaurantes Bellini, Kindai, Bufê Casa Bellini e Esquinica (todos em Campinas) Vitorino (Paulínia) e Vick Pizza e Cozinha (Indaiatuba), teve 41% de participação.

Segundo Rodrigo Porto, diretor de Alimentos & Bebidas (A&B) da Rede Vitória Hotéis, grande parte dos resultados semestral e mensal (junho) deve-se, especialmente, à retomada dos eventos corporativos, sociais e casamentos, represados ao longo de dois anos. “O consumo nos restaurantes e as reservas para turismo de lazer também vêm crescendo a cada mês, contribuindo para que o Grupo atinjas estes resultados”, explica.

Ele lembra que o setor de eventos de negócios continua como carro-chefe do setor hoteleiro na região de Campinas, responsável por cerca de 80% das reservas e faturamento. “Durante a pandemia, desenvolvemos diversas ações e campanhas visando estimular o turismo de lazer em nossas unidades, que deram certo e foram mantidas, contribuindo para melhorar a taxa de ocupação nos finais de semana e feriados, dias de maior ociosidade nos hotéis”, conta Porto.

De acordo com o diretor de A&B, as projeções da Rede para este ano estão em linha com as previsões da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que projeta um crescimento do setor de turismo na ordem de 60% até o fim do ano. Ainda de acordo com a entidade, o turismo deve ultrapassar o recorde histórico em 2019, pré-pandemia, em uma recuperação muito forte.


Leia também: Campinas e Região fecha junho com 56,59% de ocupação hoteleira

Deixe uma resposta