Crystal Cruises paralisa operações após falência de empresa-mãe

A Crystal Cruises suspende suas operações repentinamente com a notícia de que sua empresa-mãe, Genting Hong Kong, está para fechar as portas em breve

Crystal Serenity do Crystal Cruises
(Foto: Divulgação/Crystal Cruises)

A companhia Crystal Cruises, atualmente sediada em Miami, na Flórida, anunciou que estaria paralisando suas operações no oceano e em navios de expedições até 29 de abril, além de seus navios fluviais, suspensos até o fim de maio. A razão? Sua empresa-mãe, Genting Hong Kong, estaria fechando as portas após divulgar que ficaria “sem dinheiro” até o final de janeiro.

A decisão de suspender as operações foi descrita pelo presidente Jack Anderson como “extremamente difícil, mesmo que prudente”, afirmando também que a subsidiária reavaliará suas relações com a Genting Hong Kong para examinar as “várias opções para o futuro (da Crystal Cruises)”.

Segundo a empresa, seus três navios atualmente em operação permanecerão nas águas até concluírem seus itinerários em andamento: os cruzeiros Crystal Serenity e Crystal Symphony navegam pelo Caribe, enquanto o expedicionário Crystal Endeavor atravessa a região da Antártida.

O Symphony tem data prevista para encerrar sua viagem em Miami, no dia 22, enquanto o Serenity atraca em Aruba no dia 30, e, por fim, o Endeavor encerra em Ushuaia, na Argentina, no dia 4 de fevereiro.

A Crystal afirmou que já informou todos os passageiros e seus agentes de viagem, e providenciarão reembolsos completos para os afetados. Se a viagem foi paga por meio de um crédito de cruzeiro futuro, o valor total será devolvido ao perfil da Crystal Society.

Deixe uma resposta