Movida registra lucro líquido de R$ 258,1 mi no 1º tri

Além de uma margem líquida de 13,1% no período, a Movida registrou, pela primeira vez, receita bruta de R$ 2 bilhões

Movida
Renato Franklin, CEO da Movida

O balanço do primeiro trimestre deste ano foi positivo para a Movida. Com receita bruta de R$ 2 bilhões, fato inédito na história da companhia em um trimestre, o lucro líquido do mesmo período foi de 258,1 milhões, atingindo margem líquida de 13,1%. Em comparação ao mesmo período em 2021, o índice foi 135,7% maior, configurando a retomada da demanda nos primeiros meses de 2022.

Com frota acima de 192 mil carros, a Movida também aumentou em 56,5% — mais 69 mil automóveis — o portfólio oferecido para locação. A receita líquida da locação de veículos ficou em R$ 993,2 milhões, aumentando 87,3% neste segmento em relação ao primeiro trimestre de 202, além dos R$ 972,6 milhões registrados para Seminovos, crescendo 254,3% na mesma comparação.

De acordo com Renato Franklin, CEO da Movida, o ritmo segue em aceleração e os resultados do primeiro trimestre do ano mostram isso.

“Nosso faturamento superou o nível dos R$ 2 bilhões pela primeira vez em um trimestre. Fortalecemos de maneira importante nossas parcerias com as montadoras, comprando 21 mil carros nesse trimestre. São fatores que reforçam nossa posição no mercado de locadoras”, diz.

No Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização), a Movida alcançou R$ 863,1 milhões, sendo R$ 659,8 milhões vindos de locação.

Movida: locação para pessoa física

Ao todo, nove lojas foram inauguradas no primeiro trimestre deste ano, além do crescimento de 41,6% no volume de diárias. A taxa de ocupação da frota, portanto, foi de 75% no retrospecto em questão. A receita líquida neste segmento atingiu R$ 595,8 milhões, crescendo 63,2% frente primeiro trimestre do ano passado.

“O crescimento da oferta para pessoa física foi acelerado pela pandemia e seguiu no último trimestre. Isso comprova a mudança de comportamento do consumidor, o que refletindo no aumento do período de locação”, comenta Franklin.

ESG

A Movida conseguiu ainda uma linha de crédito com o Banco Inter-americano de Desenvolvimento (BID) de US$ 160 milhões. Parte do valor será realocado como Green Loan (empréstimo verde, em tradução livre) para projetos ligados à agenda sustentável da companhia.


Leia também: Movida alcança lucro líquido de R$ 819,4 milhões em 2021

Deixe uma resposta