Aruba suspende todos os protocolos de entrada

A partir do dia 8 de julho cai a obrigatoriedade da realização do Aruba Travel Insurance, seguro que garante cobertura de Covid-19, último requisito de saúde ainda exigido pelo governo local

Aruba
(Foto: Divulgação)

Seguindo o cronograma de abertura de fronteiras, a Autoridade de Turismo de Aruba (Ata), anuncia uma alteração importante no processo de imigração do país. A partir de 8 de julho de 2022, cai a obrigatoriedade da aquisição do Aruba Travel Insurance, seguro feito pelo governo local que oferecia cobertura em caso de eventuais infecções de Covid-19 durante viagens. Essa era a última exigência imposta a turistas em decorrência da pandemia ainda em vigor.

Aruba continua a seguir as recomendações de organizações globais de saúde, como os Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), juntamente com os principais cientistas e especialistas para oferecer a seus visitantes e moradores a melhor segurança. De forma contínua, o governo de Aruba, os sistemas de saúde e a indústria do turismo monitoram o ambiente atual e as mudanças nas condições para determinar como se adaptar, se necessário.

Recentemente, a ilha também anunciou que deixou de exigir que os viajantes tenham resultado negativo no teste Covid-19 ou calendário completo de vacinação. Por outro lado, localmente o Código de Saúde e Felicidade de Aruba, que garante padrões rígidos de limpeza e higiene em estabelecimentos comerciais, restaurantes e demais negócios ligados ao turismo, continua em vigor.

Para visitar Aruba, os visitante precisarão se atentar apenas ao passaporte válido, vacina de febre amarela (aplicada 10 dias antes da viagem, que deve estar no cartão internacional de vacinação) e registro online do ED Card (cartão de imigração), que pode ser feito 72 horas antes da viagem.


Leia também: Aruba aposta em grupos em nova campanha latino-americana

Deixe uma resposta