ITA Airways oficializa retorno do voo Roma-São Paulo; veja fotos

A ligação da ITA Airways é feita entre o aeroporto Fiumicino, na capital italiana, com o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos (SP)

Andrea Taddei e Murilo Cassino (ITA Airways)
Andrea Taddei e Murilo Cassino (ITA Airways)

A ITA Airways inaugurou, nesta quinta-feira (2), o voo entre Roma e São Paulo. A conexão é uma das principais rotas definidas pela nova companhia aérea italiana, repaginada após a falência da Alitalia. A ligação será feita entre os aeroportos Fiumicino, da capital romana, e de Guarulhos (SP).

Com cinco voos semanais em junho e julho, não voando somente às sextas-feiras e sábados, a ITA Airways confirmou que a frequência será diária a partir de agosto. A afirmação é de Andrea Taddei, diretor de Operações da ITA Airways no Brasil.

“A retomada dos voos levam em consideração a demanda crescente de ambos países, principalmente no corporativo. Começamos por São Paulo tendo em vista o apelo dos negócios, além da enorme colônia italiana aqui presente”, explicou.

Os voos até julho serão operados com a aeronave A330 e, neste mês, todos os assentos estão vendidos. O primeiro voo para Roma, por exemplo, foi operado com ocupação de 100%, dado considerado como “resposta rápida” do brasileiros aos voos para Itália.

A partir de agosto, Taddei afirma que os voos serão operados também com o modelo A350, com 334 lugares e considerado mais rentável. “Vamos buscar, primeiramente, rentabilidade. É por isso que estamos começando por São Paulo e, de forma gradativa, esperamos ampliar a malha aérea”, complementa o executivo.

Com o fim da maiorias das restrições relacionadas à covid-19 em países europeus, a entrada na Itália pode ser feita apenas com passaporte. O comprovante vacinal, chamado de green pass, não é mais exigido.

Veja, abaixo, momentos registrados durante o voo inaugural São Paulo-Roma da companhia aérea:

Check-in

  • ITA Airways
  • ITA Airways

Aeronave A330 da ITA Airways

Embarque dos primeiros passageiros


Leia também: Itália abre venda da ITA Airways; MSC e Lufthansa têm prioridade

Deixe uma resposta