MTur prevê movimentação de cerca de R$ 2 bilhões dos destinos juninos

Entenda como os festejos da cultura regional no mês de junho movimentam as cidades, aquecem o mercado e confirmam melhoria na economia local

Festa Junina em Pernambuco
Foto: reprodução

De acordo com o levantamento feito pelo Ministério do Turismo, junto às gestões municipais e estaduais, as festas juninas devem movimentar a economia dos principais destinos do Brasil em cerca de R$ 2 bilhões. Em Vitória da Conquista (BA), a volta da festividade movimenta a economia local e de mais 80 municípios, assim como no sudoeste do estado baiano e o norte de Minas Gerais, que se beneficiam de seu comércio, juntando-se a Campina Grande (PB) e Caruaru (PE). As escolas também fazem parte desse sucesso, como acontece com o Cebrac (Centro Brasileiro de Cursos).

“Entendemos o quanto as festividades são importantes para o comércio local e também para a integração e envolvimento de uma comunidade. Agora com a fase do pós-pandemia, nossas unidades de franquia podem voltar com os eventos presenciais, sendo um momento que movimenta a escola e mantém a integração de todos”, explica Rogério Silva, CEO do Cebrac.

De acordo com dados do Sindicato dos Comerciários de Vitória da Conquista, o São João deste ano deve gerar entre 600 e 700 vagas de trabalho, sendo que 60% a 70% desses empregos temporários são efetivados. O momento festivo, além de aumentar as vendas do comércio, serve como uma ótima oportunidade para quem quer trabalhar.

“Tivemos, aqui na unidade do Cebrac de Vitória da Conquista, um aumento de visitas e, por consequência, um período de matrículas devido a movimentação. O impacto que os festejos juninos possuem no comércio local é bastante significativo, uma vez que há um aumento considerável de consumo nos setores de roupas, sapatos, comidas, serviços de beleza, entre outros. É importante também considerar o grande poder de empregabilidade do período, possibilitando renda para muitas famílias”, explica Carol Rocha, franqueada do Cebrac na cidade.

Durante o período, é comum comerciantes deixarem seus estabelecimentos abertos em horário além do comercial para que aproveite a movimentação dos consumidores e consiga vender mais. Em suma, o São João no nordeste é um festejo muito esperado por aqueles que desejam comemorar, aumentar o faturamento e ganhar um dinheiro extra. E nas cidades de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB), as festas juninas são uma das maiores atrações do ano, onde acontecem as competições de danças de quadrilha, consideradas líderes da maior festa junina do país.


Leia também: Festa Junina de Votorantin movimenta R$15 mil na economia

Deixe uma resposta