Nova York espera alta nos empregos com fim do teste obrigatório

Além de facilitar a entrada de turistas no país, essa é a oportunidade em avançar na recuperação e restaurar empregos

Nova York - Marriott Ritz-Carlton
Foto: Divulgação

Após a notícia da última sexta-feira (10), quando o governo Biden anunciou a suspensão da exigência do teste negativo de Covid-19 para viajantes entrarem nos EUA, espera-se que o país tenha um verão caótico. Além das temperaturas aumentando, muitos turistas planejam voltar ao destino americano, agora com uma sensação de alívio, sem se preocupar com o incômodo dos testes ou quarentena no exterior.

Para Fred Dixon, CEO e presidente da NYC & Company, essa é uma notícia ótima e muito bem-vinda para a indústria de viagens e turismo da cidade de Nova York. “A suspensão da exigência de testes para viajantes internacionais que chegam aos Estados Unidos, sem dúvida, acelerará nossa recuperação contínua, bem como a do país.”

Para o CEO, essa é a oportunidade que o governo está dando para avançar na recuperação e restaurar empregos nesse processo. Só em Nova York, as viagens internacionais representam 50% dos gastos em um ano típico. “Na realidade, é preciso o poder de compra de quatro visitantes domésticos para igualar os gastos de um viajante internacional, portanto, facilitar o processo de entrada significa uma recuperação mais forte e mais rápida”, finaliza Dixon.


Leia também: Nova York deve recuperar 80% dos índices pré-pandemia neste ano

Deixe uma resposta