Viva Air chega oficialmente ao Brasil após repaginação

Com unificação dos direitos econômicos com a Avianca, a Viva Air, da Colômbia, inaugura operações no Brasil

Viva Air
Catarina Rendón e Francisco Lalinde (Viva Air)

Após integrar a parceria com bloqueios da CVC, a Viva Air oficializou, nesta sexta-feira (24), o início de sua trajetória no Brasil. Em nova fase após a unificação dos direitos econômicos com a Avianca, a companhia colombiana de baixo custo começa as operações no Brasil a partir deste mês.

As primeiras rotas que integram a malha da Viva Air no Brasil partem todas do aeroporto de Guarulhos (SP), conectando-o diretamente a Medellín e Bogotá. Na madrugada desta sexta-feira, o primeiro voo da aérea com seu A320neo, partindo de Medellín, chegou ao terminal paulista com mais de 90% de ocupação.

“O Brasil é um destino considerado prioridade para a atuação da Viva Air. Nossa expectativa é transportar 50 mil passageiros na rota Medellin-São Paulo até o final do ano”, afirmou Catarina Rendón, vice-presidente de Comunicação da empresa, durante evento de lançamento oficial em São Paulo.

Em complemento, Francisco Lalinde, vice-presidente de Operações da Viva Air também citou a importância de entrar no mercado brasileiro. “Somos um produto novo e precisamos que o trade turístico mostre os diferenciais da aviação de baixo custo ao viajante brasileiro”, disse o executivo.

  • Viva Air
  • Viva Air
  • Viva Air
  • Viva Air
  • Viva Air
  • Viva Air

No momento, são 45 destinos nacionais atendidos e 13 internacionais. Até 2025, a empresa conduz o processo de renovação da frota, contando, atualmente, com uma das mais modernas na América do Sul. No Brasil, em relação ao comissionamento dos agentes de viagens, a empresa negocia de forma particular.

A Viva Air foi desenvolvida pela Irelandia Aviation e conta com hub principal de operações em Medellin. A low cost conta ainda com bases em Bogotá, Cali e em Lima, no Peru.


Leia também: Avianca e Viva Airlines unificam direitos econômicos e formam grupo

Deixe uma resposta