Viagens corporativas crescem 182% no 1º trimestre

Para o Grupo Kontik, além da retomada do segmento, houve também um aumento no número de novas empresas cadastradas

Passagens aeroporto mala
Foto: Divulgação

Com o avanço da vacinação da covid-19 e a retomada cada vez mais expressiva das atividades econômicas, as viagens corporativas estão voltando a acontecer ao redor do Brasil e do mundo. Só no primeiro trimestre, se comparado ao mesmo período de 2021, a modalidade cresceu mais de 182% segundo dados coletados pela Associação Brasileira de Viagens Corporativa (Abracorp). Este mesmo período alcançou 72,9% das vendas de 2019, apontando melhora significativa em um cenário de baixa da pandemia.

Esses dados refletem positivamente no Grupo Kontik, uma das maiores Travel Management Company do país e dono das marcas Kontrip e Zupper, que também observou um aumento de 30% em viagens corporativas, em comparação ao primeiro trimestre de 2019. Além disso, em comparação ao primeiro trimestre de 2022 a demanda é 76% maior neste segundo trimestre, afirma Fernando Vasconcellos, co-CEO do Grupo Kontik.

Uma grande tendência do setor é a bleisure travel, movimento de estender ou adicionar alguns passeios turísticos a essas viagens. Segundo a Kontik, atualmente, é comum observar as empresas mais flexíveis, dando a possibilidade para os funcionários ampliarem as viagens durante a semana ou fim de semana para poderem conhecer e desfrutar da cidade que foram visitar a trabalho. A empresa notou, que as companhias passaram a flexibilizar a passagem de volta em dois ou três dias, como um benefício para o funcionário. E, como consequência desta tendência, acarretou um aumento no turismo de lazer.

Outra mudança, segundo o Grupo, foi na rota de cidades. A empresa observou que os destinos finais mudaram com a retomada das viagens corporativas. Rotas como São Paulo/Rio de Janeiro, São Paulo/Brasília e São Paulo/Belo Horizonte se tornaram as rotas mais buscadas neste trimestre na travel tech de viagens corporativas. Até muito pouco tempo atrás, as rotas para o Nordeste eram as mais procuradas e vendidas.

A Abracorp ainda divulgou que, ao todo, o setor brasileiro de viagens corporativas faturou R$ 869 milhões somente em março deste ano, apenas 2% menor quando comparado a 2019. Também de acordo com a entidade, no Brasil, as viagens de negócios representam 60% dos bilhetes aéreos emitidos.

“O momento é de esperança e cautela. A tendência para esse ano é que a retomada das viagens se mantenha. Isso é benéfico para nós e para a economia do país como um todo. Nós, da Kontik, trabalhamos incansavelmente para que os passageiros tenham a melhor experiência possível, e para que o número de viagens siga aumentando”, aponta Eduardo Vasconcellos, co-CEO do Grupo Kontik e presidente da Abracorp.

Em 2021, o Grupo transacionou mais de 500 mil viagens, um crescimento de 25% em relação a 2020. Para este ano, espera ampliar essa fatia para 2 milhões de viagens corporativas e de lazer, chegando a um faturamento de R$ 1 bilhão.


Leia também: Alagev lança oficialmente a GVRJ

Deixe uma resposta