Visto mexicano: viajantes com visto dos Estados Unidos ficam isentos

O visto mexicano é uma resposta a alta no número de imigrantes ilegais brasileiros entrando nos EUA pela fronteira Sul

mexico visto mexicano

A necessidade de emitir o visto mexicano para brasileiros foi oficializado pelo governo local, nesta quarta-feira (3). Contudo, o Consulado do México no Brasil confirmou que os viajantes com vistos de viagem válidos para os Estados Unidos estão isentos de emitirem o novo documento para entrar.

A lista de isenções do visto mexicano para os brasileiros inclui ainda quem tem autorizações de viagem ou residência permanente vigentes para o Canadá, Reino Unido, Japão ou de qualquer um dos países que integram o Espaço Schengen (Áustria, Alemanha, Bélgica, Chéquia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Lituânia, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, Suécia e Suíça).

Veja o comunicado do Consulado de São Paulo sobre as isenções de visto mexicano:

Visto mexicano: autorizações eletrônicas válidas até setembro

Na quinta-feira (11), o Consulado do México no Brasil emitiu um comunicado informando que os viajantes que conseguirem tirar o visto eletrônico até o dia 17 de agosto terão até 16 de setembro para entrar no país sem a precisarem do visto mexicano físico.

Assim, as autorizações eletrônicas emitidas antes de 18 de agosto permanecerão válidas até o final de sua validade de 30 dias.

Viajantes afetados

Em publicação no Diário Oficial, as autoridades do México estipularam, oficialmente, a necessidade de turistas do Brasil de apresentarem visto mexicano válido, a partir de 18 de agosto, afetando até 350 mil viajantes que entraram no país por via aérea em 2021.

Ao exigir o visto físico, o Governo quebra um acordo de mais de 20 anos com o Brasil, quando em novembro de 2000 foi suspensa a necessidade de apresentar visto para o trânsito de viajantes entre os dois países.

Apenas em novembro de 2021 a medida foi alterada para uma autorização eletrônica (exigida para passageiros sem visto americano ou canadense vigente), que precisava ser emitida até 30 dias antes da viagem.

Agora, os brasileiros que não se incluem na lista de isenção precisarão desembolsar cerca de US$ 48, agendar uma entrevista nos consulados do México no Brasil, através do site oficial.


Leia também: Visto mexicano é medida contra alta de 700% de imigração ilegal

Deixe uma resposta